Qual carreira seguir?

Escola acabando e bate aquele desespero, prestar vestibular para qual curso? Em meio a tantas profissões, umas tradicionais, outras inovadoras, jovens tem que decidir “o que serão” para o resto de suas vidas muito precocemente, e por sentirem-se pressionados com uma escolha tão difícil, acabam muitas vezes optando pela profissão errada.

Algumas pessoas já sabem desde bem cedo que carreira querem seguir, mas isso não é a realidade da maioria. Esse grupo geralmente tem um grande exemplo dentro da própria casa, convivem com a profissão desde muito novos e já se apaixonaram por ela.

Outra realidade bastante comum são os jovens, que indecisos, prestam vestibular para um curso completamente diferente do que realmente vão gostar de fazer. Por isso, há tanta desistência logo no início da faculdade. Advogados que pretendem ser músicos, engenheiros que querem ser médicos, arquitetos que desejam estudar Publicidade… Essa disparidade entre as carreiras mostra o quão confusos estavam na hora de tomar a grande decisão.

LEIA MAIS  Um dia na facul: conheça a série da Quero Bolsa que mostra tudo sobre as faculdades

Também é comum adultos que já estão inseridos no mercado de trabalho resolverem fazer o que realmente gostam depois que já possuem certa estabilidade financeira. Estes já sentem-se seguros para trilhar um novo caminho e correr atrás do sonho da profissão desejada, muitas vezes apenas para realização pessoal.

Então, como fazer para decidir a profissão correta pra você?

1- O principal quesito é saber qual a sua vocação. Apesar de jovem, você já se conhece o suficiente para saber no que manda bem ou não. Lá na frente entenderá que todo trabalho feito com educação e vocação trará bons frutos.

2- É necessário entender suas prioridades. Dinheiro? Realização pessoal? Viajar o mundo? Entenda o que te motiva e faça sua lista de profissões.

LEIA MAIS  Dia do Nutricionista

3- Pesquisar sobre o mercado e saber distinguir carreiras em crescimento e saturadas também tornará sua decisão mais fácil. Afinal você não deseja se formar e ficar desempregado, não é?

4- Tomar cuidado com os estereótipos criados em cima de certas profissões. Não se sinta influenciado pela frase “esta profissão está em alta”, isso não significa que quando você se formar ela continuará em alta.

5- Esteja mais atento ao mercado e suas mudanças. Veja como isso influencia nas profissões e como afetará diretamente você.

E boa sorte na sua decisão!