Esclareça todas as dúvidas sobre o Sisu 2018.2

190
views

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre de 2018 abriu hoje 00hs e vai até o dia 15 de junho, para inscrições em cursos de universidades e institutos públicos, federais e estaduais. Para concorrer, é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 e não ter tirado zero na redação. Notas de outras edições do Enem não serão aceitas.

Como funciona o Sisu – Principais dúvidas

Qual é a diferença do Sisu de meio de ano para o do início do ano? Só posso me inscrever nos mesmos cursos que me inscrevi no primeiro?

Os dois processos são idênticos. As únicas diferenças são: um acontece no começo do ano e o outro no meio; e não são as mesmas vagas ofertadas (geralmente, a edição de meio de ano tem menos vagas). A inscrição do início do ano não interfere nessa.

Tem alguma nota mínima para participar?

Algumas instituições de ensino adotam uma nota mínima para a inscrição em determinado curso, mas isso não é requisito prévio do Sisu. Ao pleitear uma vaga, o aluno é informado se sua nota obtida é suficiente para concorrer àquele curso. Se não for, ele pode optar por outro curso ou outra instituição.

O Sisu é só para estudantes que vieram de escola pública?

Não. Todo estudante que tenha feito o Enem (sem ter zerado a redação) e já tenha concluído o ensino médio pode participar. Mas as universidades destinam uma parcela das vagas para o sistema de cotas, que engloba estudantes oriundos de escola pública.

Para entrar em uma federal, eu tenho que fazer outro vestibular ou o Sisu já garante minha vaga?

-PUBLICIDADE-

A vaga já é garantida unicamente pelo Sisu.

O número de vagas para o meio do ano é menor?

Sim. Nem todas as instituições que participam do primeiro Sisu disponibilizam vagas para o segundo.

O Sisu vai abrir vaga para quais cursos e universidades?

O MEC ainda não divulgou a quantidade de vagas que serão ofertadas nesta edição do programa. Mas, quando estiver disponível, você poderá consultar as vagas e as universidades no site do Sisu.

Como funcionam os pesos das notas na inscrição?

Algumas instituições participantes do Sisu adotam pesos diferenciados para as provas do Enem. Esta informação estará disponível para o candidato no momento da inscrição. Quando o candidato se inscrever para cursos em que a instituição adotou peso diferenciado para determinada prova do Enem, o sistema fará automaticamente o cálculo, de acordo com as especificações da instituição, gerando uma nova nota. Por isso, um candidato pode ter notas diferentes para cursos diferentes.

Como é a nota de corte do Sisu?

Durante o período de inscrição, o Sisu calcula uma vez por dia a nota de corte para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos – a nota de corte nada mais que é a pontuação do último candidato classificado dentro do número de vagas.

Como funcionam as chamadas para matrícula?

A chamada regular, que pode ser consultada através do próprio site do Sisu, será divulgada no dia 18 de junho. Caso o candidato não seja aprovado, ele pode se inscrever na lista de espera (apenas para o curso de primeira opção) entre os dias 22 e 27 de junho.

Posso usar a nota do Enem 2016 para participar?

Não. Tanto no primeiro quanto no segundo Sisu do ano, a única nota aceita é a do último Enem – no caso, o de 2017.

Ainda não concluí o ensino médio e não posso concorrer a uma vaga, mas posso acessar o sistema para ter uma noção de como funciona?

Não. Mas você pode, até o início das inscrições, consultar as vagas disponíveis através do site do Sisu.

Passei no Sisu do começo do ano, porém não fiz a matrícula. Posso concorrer novamente agora?

Sim.

Não me inscrevi no Sisu do início do ano. Posso me inscrever neste de agora?

Sim. Ter feito ou não a inscrição no primeiro Sisu em nada interfere neste.

Não passei no Sisu do primeiro semestre. Posso me candidatar neste?

Pode. Ter feito ou não a inscrição no primeiro Sisu em nada interfere neste. Mas você deve lembrar que as vagas são diferentes de uma edição para a outra.

Já estou matriculado em outra universidade. Posso me inscrever?

Você pode se inscrever, mas lembre-se de que você não pode ocupar duas vagas em universidades públicas ao mesmo tempo. Por isso, se você passar no Sisu agora e já estiver fazendo um curso em universidade pública, terá que escolher um dos dois. Mas, se o seu curso atual for em uma universidade particular, não há problema.

Já tenho bolsa pelo ProUni. Posso me inscrever no Sisu?

Sim. Mas, se for aprovado no Sisu, você deverá escolher entre um dos dois.

Posso colocar o mesmo curso na primeira e segunda opção, mas que são oferecidos em diferentes campi da mesma faculdade?

Sim.

Estou fazendo um curso no qual fui aprovado pelo Sisu do primeiro semestre. Posso me candidatar novamente agora?

Sim, mas se você for aprovado, deverá escolher um dos dois.

Ganhei uma bolsa pelo ProUni, mas minhas aulas ainda não começaram. Posso me inscrever no Sisu e continuar com a bolsa?

Você pode se inscrever, mas caso seja aprovado no Sisu e decida cursar, deverá desistir da bolsa.

Quero entrar na UFMG. O Sisu é o único jeito? As federais não têm mais vestibular?

A UFMG já adotou o Sisu de maneira integral. Mas, apesar de a maioria das federais terem seguido o mesmo caminho, algumas ainda mantêm vestibular próprio. É o caso da UFRGS. Você pode consultar essa informação diretamente com a universidade ou na busca do GUIA.

Caso eu não seja aprovado na primeira opção e sim na segunda, posso participar da lista de espera para a primeira?

Sim.

Já me formei no curso em que fui aprovado pelo Sisu. Posso concorrer novamente?

Sim.

Do Sisu do primeiro semestre para o segundo, dá para saber quantos pontos as notas de corte caem?

Não, porque as vagas oferecidas não são as mesmas.

O Sisu concede bolsa de estudo?

O Sisu não concede bolsas, porque é um programa que oferece vagas em universidades públicas – portanto, não pagas. O programa que concede bolsas é o ProUni, que deve abrir vagas de meio de ano em breve.

O ProUni também vai abrir vagas para o meio de ano?

Sim, mas as datas ainda não foram divulgadas pelo MEC. Fique ligado.

 

 

fonte: guiadoestudante.abril.com.br