Como melhorar sua memória para o ENEM e outros concursos

A memória pode acabar sendo um diferencial para passar em qualquer concurso. Mesmo no ENEM, que é elaborado especialmente para evitar a “decoreba”, memorizar o conteúdo pode ser uma ótima técnica para entender o que foi estudado. Ainda assim, é preciso lembrar que memorizar é bem diferente de decorar, pois exige várias técnicas para completar o processo.

Existem muitas coisas que você pode fazer para melhorar a sua memória, como exercícios, treinamentos, cuidar da alimentação, da mente e do corpo. Aí vão mais algumas dicas para te ajudar a gravar conteúdos para as suas provas:

  • Estimule sua memória: desafie o novo, exercite sua capacidade mental. Tente novas atividades e aprenda novas habilidades para estimular seus circuitos neurais.
  • Relaxe: prenda a respiração e solte lentamente. Aproveite para pressionar as mãos, uma contra a outra na altura do peito. Respire fundo e você verá que, quanto mais relaxado, mais fácil você conseguirá pensar e lembrar das coisas.
  • Preste o máximo de atenção que puder: não desperdice sua capacidade mental ao guardar tudo o que acontece; aproveite-a para focar no que você achar mais importante. Sabe como você pode começar? Pegue um objeto, concentre-se e pense apenas sobre suas características, sem deixar que outros pensamentos venham à tona.
  • Anote: manter um diário ou caderno por perto pode ser muito útil. Mas atenção: se você se esqueça de algo, experimente tentar lembrar sem olhar suas anotações. Caso não consiga, será um ótimo recurso.
  • Associe fatos a imagens ou músicas: o ser humano é muito mais suscetível a informações que signifiquem algo para ele em seu contexto do que a dados sem razão aparente. Torne as informações pessoais, faça com que signifiquem algo para você.
  • Visualize imagens e associe características: tente visualizar um delicioso sorvete da forma mais completa possível. Pense em seu aroma, em seu sabor e em sua textura. Se você ficou com vontade e sua boca se encheu de água, pode comemorar: você fez um ótimo trabalho nesse exercício!
  • Cuide da saúde: faça check-ups periódicos para acompanhar sua saúde. Caso esteja com deficiência de substâncias essenciais para a boa memória como vitamina B12, tiamina e ácido fólico, prepare-se para mudar sua alimentação. Aproveite para comer pães, cereais, vegetais e frutas.
  • Beba bastante água: você já deve ter visto em filmes personagens desidratados que ficam desorientados. Segundo estudos recentes, a falta de água no corpo tem um efeito bastante profundo sobre a memória.
  • Durma bem: durante o sono REM, que é o estágio mais profundo, o cérebro se desconecta dos sentidos e processa, revisa e armazena a memória. Por isso, é muito importante manter uma rotina de sono de 8 horas por noite. Lembre-se que dormir demais também é prejudicial.
  • Faça atividades mentais: jogue xadrez, faça palavras cruzadas, sudoku e todos os tipos de jogos desafiadores que encontrar no jornal ou em revistinhas especializadas.
  • Pratique exercícios: a prática rotineira de exercícios libera endorfina e serotonina, responsáveis pela sensação de prazer e relaxamento. Ao fazer uma atividade que gosta, você se permite lembrar de informações sem stress, de forma natural. Caminhar diariamente por 30 minutos já é um grande passo.
LEIA MAIS  ENEM: quais as vantagens para o vestibulando?

Associadas ao estudo, essas dicas podem ser valiosas para um bom desempenho em provas e concursos. Além disso, você terá benefícios pessoais para a vida toda se continuar a cuidar de sua memória.

Experimentem e contem pra gente!