Como fazer fichamentos

Quem está na época da monografia ou precisa escrever um trabalho que exige muita pesquisa de conteúdo terá um grande aliado se aprender a fazer fichamentos. A técnica ajuda a organizar as referências e facilita a elaboração do trabalho acadêmico e o entendimento dos conteúdos estudados. Você pode utilizar suas “fichas” para catalogar obras, identificar citações, fazer análises, construir críticas, anotar idéias decorrentes do texto e auxiliar na construção de embasamento teórico. Analise seu objetivo ao fazer um fichamento e escolha o modelo ideal pra você!

  • Fichamento bibliográfico: indicado para quem precisa destacar e catalogar frases de textos de referência. O ponto mais importante dessa técnica é preservar o sentido das frases, copiando-as sem retirar palavras cruciais e lembrando de utilizar “(…)” quando for necessário cortar um pedaço. Se você não tomar o cuidado de copiar exatamente como está escrito e anotar todos os dados da obra e do autor, existe o risco de ser acusado por plágio. Portanto, anote sempre a página onde estava a frase original!
  • Fichamento de leitura: perfeito para quem quer se aprofundar em determinado tema e precisa fazer uma leitura crítica do assunto. Esse tipo de fichamento permite que você construa um pensamento em torno das idéias apresentadas pelo autor e, para isso, você precisa dividi-lo em duas partes. A primeira é destinada a citações importantes do autor que você precisa destacar, seja por terem chamado sua atenção de forma positiva ou negativa; já a segunda é reservada às suas considerações pessoais, onde você pode escrever o que entendeu do texto, explicações, hipóteses, opiniões e, até mesmo, relacionar as idéias com aspectos relevantes de outros textos.
LEIA MAIS  10 ferramentas do Google que facilitam na hora de estudar