Carreiras: Estética e Cosmetologia

Com cada vez mais clientes interessados em cuidar da saúde e da beleza, o momento está favorável para o mercado de estética e cosmética. No dia 12 de agosto, foi aprovado um projeto que regulariza as profissões ligadas à estética, exigindo, por exemplo, a contratação em regime CLT. Com a regulamentação, a demanda será crescente por profissionais graduados. Ainda assim, os vestibulandos costumam ficar em dúvida sobre as oportunidades no mercado de trabalho.

Segundo uma pesquisa da Euromonitor International, o Brasil é o terceiro maior mercado de cosméticos do mundo. De acordo com a Associação Brasileira dos Produtos de Higiene, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), das 1.659 empresas nesse mercado, 1.047 estão na região no Sudeste. O profissional da área pode atuar em diversos estabelecimentos, como spas, hotéis, clínicas estéticas, salões de beleza, consultórios e academias.

LEIA MAIS  Guia de Carreira: Fisioterapia

Mas o que faz, exatamente, um especialista em estética e cosmética? O graduado pode fazer desde uma simples limpeza de pele até um procedimento mais complexo, como terapia capilar e pós-cirurgia. Outras atividades comuns são hidratação, estética capilar, bronzeamento artificial, revitalização, peeling, drenagens, maquiagem definitiva e terapias como fitoterapia, cromoterapia, aromaterapia e shiatsu. Quando não pode assumir os cuidados com a saúde de pacientes com problemas mais graves, é o principal responsável por encaminhá-los para médicos e cirurgiões plásticos. Atenção para o detalhe: estética e cosmética estão diretamente ligadas, já que o profissional utiliza técnicas para promover a saúde e o bem-estar por meio do uso de cosméticos. O termo, entretanto, não significa que o especialista na área possa participar ativamente do desenvolvimento de cosméticos – o que cabe, principalmente, aos graduados no campo da química.

LEIA MAIS  14 coisas que todo profissional de TI deveria saber

Para isso, os interessados devem procurar cursos tecnólogos, de graduação ou pós-graduação em Estética e Cosmética/Cosmetologia. O nome do curso pode variar, então procure faculdades que oferecem opções como Estética e Imagem Pessoal; Cosmetologia e Estética; Estética e Cosmética Multidisciplinar. Quem quer estudar conteúdos relacionados à gestão do negócio, deve optar por um curso de graduação; já quem quer apenas atuar na área e não pretende gerir um negócio pode escolher um curso tecnológico, com duração média de dois anos.  Ao ingressar, normalmente opta-se por uma área de atuação, devido aos diferentes enfoques. No geral, é necessário estudar disciplinas que tratam de anatomia e fisiologia e também conhecer sobre equipamentos e tratamentos. Sendo assim, o estudante tem uma grande quantidade de aulas práticas – como Massoterapia, Maquiagem e Visagismo, Depilação, Drenagem Linfática e SPA e Vida Saudável – e também teóricas – tais como Psicologia, Nutrição, Anatomia, Fisiologia Humana e Biologia Celular.

LEIA MAIS  Qual faculdade fazer? Cursos promissores para 2020

Entre as instituições que oferecem o curso, estão a UNIGRANRIO, UNIG, UNISUAM, UNIP, Anhembi Morumbi, Senac, UNISUL, UNIC, UNIGRAN, UVA, UniNorte, FATEC-PB e UNP.

O salário médio inicial de um profissional graduado em Estética e Cosmética é de R$ 1.200 para seis horas diárias.